O que é o M.A.L..

Não vai ter copa!!

Pesquisa sobre o anarquismo.

2 de jul de 2013

Site M.A.L.



Ai galera do M.A.L. em breve estaremos com um site que anda em construçao e taremos tentando alcançar mais membros para o M.A.L. todos os que quiserem fazer parte do Movimento Anarco Libertario podera entra em contato pelo E-mail: mal@xd.ae e/ou pelo Facebook do M.A.L.: aqui

22 de jun de 2013

Em busca de união.

Hoje camaradas venho convidar todos os senhores (punks, anarcos de todos os seguimentos e simpatizantes) a nos reunir para que possamos rever nosso conceitos de ação e buscar uma nova forma de ação, em buscar de uma maneira de alcançarmos nossos ideais que acredito eu ser ANARQUIA e alem de tudo ajudarmos a nossa sociedade. Nós o M.AL. acreditamos que só através da união total de todos os anarquistas poderemos fazer a diferença e é claro sem violência ou atos semelhantes, onde possamos mostra para sociedade com exemplos que não é necessário um governo e sim união, mostra para nossa sociedade que só a união e o respeito basta para fazer o anarquismo se tornar cada dia mas próximo da realidade e mais longe a utopia. O anarquismo hoje é tido como sinônimo de caos e desordem coisa qual não é, anarquia é ordem, respeito e justiça, igualdade, busca de um não preconceito (sera que estamos no caminho certo?). Devemos mudar a opinião das pessoas, para que elas possam aceitar o que buscamos, nossos atos de ação direta esta em uma situação nula para negativa, a violência já não serve mais para nossa causa ela não favorece em nada e lembrando que ação direta não se limita a violência ou atos agressivos qual não serviram com nossos mestres e não serve com nossa geração. vamos em busca de união, em busca de reforma para que possamos mudar a nos mesmo e o mundo.

Esse encontro esta sendo realizado em Limeira-SP, no mês de Agosto o dia e o horario estará sendo estudado. Qualquer duvida pode ser tirada no:
E-mail: mal@xd.ae
facebook: M.A.L.

14 de jun de 2013

Marcha da DEFESA ANIMAL.

Vamos todos juntar forças para combatermos a violência contra os ANIMAIS quais só nos trazem alegria e amor, quero convidar dos os anarquista, punks e simpatizante de ambos movimentos e você cara leitor.
Para irmos nessa marcha e lutar por eles tão amáveis conosco seres que muitas vezes nem ligamos e conto com todos vocês.

"Minha vida mudou totalmente com a adoção do Brad. Ele me fez ver um novo universo e principalmente o desamparo que seus irmãos estavam sofrendo. Foi ele quem criou a 4 patas" 


Esse é só um pequeno exemplo de que uma animal pode fazer em nossas vidas. CUIDE, AME-OS, RESPEITE-OS e nunca se esqueça eles são anjos que desceram do céu para nos trazer muitas alegrias




30 de mai de 2013

Uma nova revolução. (Texto 1 / 3)

Ha anos os anarquistas vem lutando contra o sistema e o Estado, mas vemos que essa luta teve com conseqüência o despreço da sociedade e o fortalecimento de outros movimentos, quais muitos difamaram nosso ideal de sociedade. Ate ai tudo bem muitos sabem o que é "A, negativo, mais ARKHOS  líder, chefe”, de ARKHEIN, “governar, comandar”, ou seja ANARQUISMO, porem é quem não sabe ou vive esse ideal acredito que o obvio qual todos sabemos ou temos noções é como as pessoas entende quando falamos que somos anarquista ( você é vandálo, você é arruaceiro, e por ai vai) tudo isso vem desde pequeno a onde os pais falam para seus filhos quando eles fazem uma bagunça - nossa que anarquia é essa? e assim vai. Mas voltando ao centro da questão essa nao é a imagem qual eu quero ter quando falo que sou anarquista e tambem ja estou cansado de explicar para as pessoas a diferença de ser anarquista para ser um vanda-lo.

 Olha acredito que  fazer ações violentas é uma coisa boa porem a sociedade ja nos vem com mal olhar e isso so ajuda agravar isso e com ajuda da midia é so para piorar e tambem o ato de bebermos em eventos encontros nao ajuda tambem pois passa a imagem de inrresponsabilidade coisa qual para viver em uma sociedade anarquista precisa e muita responsabilidade e claro nao podemos mudar a ideias da sociedade se nao podemos mudar as ideias de nossa propria familia qual vivem junto a nós...
 Acredito que estamos cometendo os mesmos erros de nosso mestres pois as nossas ações só faz com que a sociedade piore sua visão de nos anarquistas. Eu proponho uma revisão em nossas açõees para que possamos alcançar nosso ideal de uma forma mais rapida e eficaz do que temos usado hoje em dia acredito que  tudo pode ser diferente ate o que pensam de nos...

9 de mai de 2013

Brasil, patria amada de um povo burro e gentil!!!


Nós como seres humanos sempre visamos e o bem estar e a segurança. Nos primores de nossa vida, temos como base de proteção e segurança nossos pais e mães, buscamos sempre uma zona de conforto aonde nos acomodamos e aceitamos tudo aquilo que nos rodeia desde de que não afete esta zona de conforto, quando somos incomodados e ai onde somos obrigados a agir e pensar fora de nossa rotina comum. ( O Estado com a policia e outras instituição tendem a nos proporcionar uma maior zona de conforto, não só o Estado como a Religião e a Mídia) ao sairmos dessa rotina e de nossa zona de conforto sendo incitados a pensar, vemos tudo aquilo que nos rodeia de forma diferente, (O que era bom, já não é tão bom agora, o que era aceitável já não é tão aceitável) vemos que as leis e justiça já não são tão boas, que a segurança não nós protege e assim por diante.
Nossa pátria amada nos aliena colocando-nos em uma sela chamada vida aonde somos gerados, criados, onde estudamos, trabalhamos, onde procriamos e morremos. Sem qualquer sentido fundamental para a sociedade. Nos proporcionando somente a ilusão da segurança o que sentimos nos braços de nossos pais, para que vou reagir contra o Estado se ele me da migalhas (almoço a um real e café da manha a 0,50 centavos isso no estado de SÃO PAULO fora outras medias miseráveis do governo) que cai das mesas dos senhores burgueses entre outras migalhas como minha casa minha vida bolsa família entre outros, e tudo isso para nos confortar e tirar nossas atenções dos milhoẽs que nos são tirados diariamente.
E ainda tem muitos sensacionalistas afirmando para a população que o maldito Estado é presença de ordem e igualdade! só pergunto aonde a ordem, justiça, igualdade em uma pais como o Brasil e entre tantos outros países também.
Um viva ao Brasil e a essa pátria amada de um povo burro e gentil.

7 de jan de 2013

"Policia para quem precisa"

1) Qual é o papel da policia em nossa sociedade?
2) E por que só agem assim com pobres, trabalhadores, militantes e "quem tem uma visão alternativa?

"Como devem agir os policiais:
Devem estar devidamente identificados pela farda e apresentar a sua identidade quando solicitado;
Devem tratar o cidadão com educação, cumprimentando-o e informando e informando o objetivo da operação, sempre em vocabulário adequado;
Facilitar a compreensão e cooperação do cidadão. Apenas um membro da equipe policial deve orientar o revistado de forma clara e respeitosa, informando-o sobre os procedimentos a serem adotados por ele e pelos policiais que estiverem realizando a revista;
Devem utilizar os critérios técnicos para a seleção e revista, jamais submetendo o cidadão à situação humilhante ou vexatória;
Devem ser objetivos e evitar qualquer tipo de discriminação preconceituosa;
Devem ter a máxima preocupação com a segurança das pessoas selecionadas pela operação, das que estão à sua volta e com a sua própria;
A algema serve para preservar a vida e a integridade física do preso e do próprio policial;
Nos casos de prisão (flagrante ou mandado de prisão), a imobilização só será usada quando absolutamente necessária, de forma seletiva e proporcional ao nível de resistência das pessoas a ser conduzida;
O uso da força deve ser proporcional à reação do revistado e só deverá ser usada para inibir a correspondente ameaça;
Deve evitar apontar armas sem necessidade contra qualquer pessoa ou em direção a qualquer lugar que possa trazer riscos e ameaças à comunidade. Isto evitará pânico e possíveis acidentes;
A arma de fogo só deverá ser usada em caso de grave ameaça ou risco da própria vida do policial ou de outro cidadão."(http://www.celtaclube.com.br/forum/index.php?showtopic=45086). EU PERGUNTO NOVAMENTE QUEM JÁ FOI ABORDADO DESSA FORMA NO BRASIL. EU JA TIVE VARIAS EXPERIENCIA COM ABORDAGEM POLICIAL E MUITAS VEZES NAO FUI RESPEITADO E TRADO DA FORMA DESCRITA LOGO ACIMA.
2)R: A credito que a vários tipos de policiais porem por muitos indivíduos fardados e não fardados a corporação paga pelos senhores policias que agem muitas vezes de má fé e abusando do seu poder que foi dado pelo Estado para proteger e assegurar a paz publica.
Vemos muitos policias que agridem: pais de família  filhos, trabalhadores e muitas das vezes pessoas como eu e você que lê esse blog que lutam  por uma sociedade mais justa e segura, mas vem uma pergunta por que eles não agem dessa forma agressiva com o pessoal do PCC e outros grupos armados. quero entender o que leva o Estado a colocar policias na rua sem um devido preparo muitas das vez físico e principalmente um preparo psicológico. Não nego que ha cidadoas que extrapolam e abusão de seu direito porem isso não da o direito de um policial jogar exprei de pimenta, agredi-lo ou ate mesmo jugar se deve viver ou não! 
E não são poucos os casos de agressão aqui mesmo em Cuiabá-MT tem vários casos de agressão contra cidadães desarmado que foi morto tanto baliado ou agredido ate a morte como foi o caso do estudante da UFMT Toni Bernardo e não é só aqui em Cuiabá-MT que ocorre isso em todo o Brasil policias mal preparados estão nas ruas armados e sedentos de sangue. e se não basta-se isso em 2014 o ano da vergonha a PE(policia do exercito) estará na rua novamente para nos "proteger."

sera que teremos uma nova ditadura militar ou nossos queridos _|_ governantes não intervir para que eles não percam seu poder e seus salários milhonario.

ai pessoal fiquem com essa musica e o vídeo que levou a essa nova postagem e mais uma indignação social.





29 de dez de 2012

Contatos

Ola Senhores(as), venho passar uns contatos para que os Senhores(as) possam entra em contato e a judar o nosso blog. Com textos, artigos, noticias, eventos, atos e muito mais....

E-mail e msn:
mal@xd.ae  (E-mail e msn)
carlos-durigon@hotmail.com (E-mail)
MAL (grupo do facebook)
O grito viva o anarquismo (perfril do facebook)
Anarco Durigon (meu perfil do facebook)

22 de out de 2012

Uma Nova Visao do anarquismo (porém nao tão nova) por Carlos Durigon


ai Galera uma previa do meu novo texto, espero que gostem!!!

Vago por noites escuras, quais não vejo meu passado e muito menos meu futuro.
Sinto o frio no meu sangue, a dor em minha carne, sinto a tristeza em meu olhar;
Pois vejo que tudo que fiz de nada valeu que minhas lutas foram todas em vão;
...
Quero eu sentir o calor da igualdade, o prazer da justiça, a alegria da paz;
Falam que não ha sentido no que faço, que não tem sentido morrer pelos meus ideais;
Mas não entendo a sociedade vê sentido na dor, na fome, na injustiça e morrem por tão pouco;
Serei eu um louco em acreditar em uma sociedade melhor sem dogma sem que a vida tenha um valor determinado?
Sinto-me morto, fraco, sem vontade de lutar, mas não quero parar de lutar, pois não luto só por mim, luto por toda uma sociedade por todos que estão a minha volta.
Quero ver o sol nascer e sentir a liberdade no vento, o amor no verde da grama.
Só espero que isso não seja só um sonho utópico e sim uma realidade um pouco distante, mas que seja possível.
 Pois vejo muitas falhas no que falamos e pregamos tais como:
Cigarro e bebidas e drogas: Somos contra o capitalismo, mas sustentamos os donos de tabacarias e isso serve para as bebidas, pois quando compramos o cigarro ou a pinga damos lucro para os patrões, somos contra a destruição da sociedade, mas usamos o alcool que altera nosso sentido, a droga que faz o mesmo e o cigarro que nos mata aos pouco. Então, somos anarcos e punks só quando estamos bêbados ou drogados? E eu acredito agora que não somos aceitos pela sociedade, pois estamos muitas vezes bêbados ou fumado de maconha ou fumando cigarro ou cheirando cocaína e isso embaça a visão da sociedade enquanto o que queremos.
Carne: falamos que somos contra os maus tratos de animais, mas comemos carnes bovinas, suínas, de peixes, e galinhas, e isso é uma contradição, pois como somos contra algo e fazemos o mesmo? Ou seja, isso só vale para as touradas, pois mutilas os bois e touros. E a forma que eles são transportados e mortos ate chegar a nossas mesas não é judiação?
Justiça e igualdade e “o não ao capitalismo”: a onde se encontra nossa justiça e igualdade quando usamos o nosso dinheiro para compra bebidas cigarros e drogas, será que o que falamos não são desmentido por nossas atitudes. E SERA QUE NÃO SOMOS CAPAZES DE NOS REUNIR E MONTAR NOSSA PROPRIA SOCIEDADE ANARQUISTA OU SOMOS ANARQUISTAS DE FINAIS DE SEMANAS QUAIS NÃO TEMOS CAPACIDADE ALGUMA DE NOS ORGANIZAR. NOSSA LUTA TEM QUE SER LEVADA A UM NOVO PATAMAR RE MORAL ETICA E ORGANIZAÇAO...

15 de set de 2012

Anarquista de corpo e alma


Culpamos muita vezes o governo pela injustiça social e por muitas coisas qual lutamos contra, exemplo disto é um cara que mora na favela, diz: não tenho nada por culpa do governo.
Será que o governo tem culpa?
Em minha opinião o governo tem sim sua parcela de culpa, mas não só o governo, a população, principalmente a população por querer e teimar em se manter submissa, e omissa a esse sistema político que desgraça a vida social. mas o governo é o reflexo da sociedade.
Digo se tu quer ser medico o que você tem que fazer?
Estudar. e isso serve para tudo em nossa vida se queremos ser livres ou independentes temos que estudar buscar o conhecimento como falam:
"Conhecimento é poder" vá em busca de seu conhecimento, em busca de saber.
E digo mas só depois disso que nossa luta vai ter maior sentido para para a sociedade e principalmente para nos anarquista de corpo e alma.


"Nem guerra entre povos, nem paz entre classes!"

"Uma coisa é ser anarquista no capitalismo, a outra é ser anarquista no anarquismo"

"Aquele que botar as mãos sobre mim para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo." (Josefh Proudhon)

Quem somos!!


O movimento anarquista idealiza um sociedade caracterizada pela ausência de poder - ninguém tem poder sobre ninguém – e pela ausência de governo – ninguém governa ninguém. Os anarquistas recusam toda autoridade argumentando que toda coação não passa de dominação. A autoridade serve somente para promover a subjugação da maioria por uma minoria. Para os anarquistas, os grandes inimigos da liberdade são: o Estado, o Capital e a Igreja. O Estado representa a exploração política, o Capital representa a exploração econômica e a Igreja representa a exploração religiosa.

O Estado é acusado pelos anarquistas de assegurar os privilégios da classe dominante que oprime os desfavorecidos. Ele perpetua as desigualdades sociais na medida em que favorece a minoria burguesa que explora as massas. Segundo os anarquistas, a maquina estatal apenas garante a segurança dos proprietários perante a ameaça de expropriação das camadas despossuídas e protege a propriedade privada em detrimento dos meios de produção.

O Capital é acusado pelos anarquistas de usurpar o produto do trabalho coletivo. Alienando o operário da sua predominância na produção de riquezas, o capitalista aumenta os seus lucros na medida em que expropria o seu trabalho. Isto é, uma vez que o trabalhador ignora o seu papel preponderante na consecução de bens materiais, ele é explorado pelo capitalista porque não reconhece o valor do seu trabalho.

Por último, a Religião é acusada pelos anarquistas de sustentar a hierarquia social. Ela fortalece a estratificação social ao difundir a ideologia dominante que defende uma visão harmônica e ordenada de sociedade. Aproveitando o medo dos explorados da danação eterna e prometendo recompensas no celeste porvir para os injustiçados, a Religião garante a estrutura social opressora. Ao pregar o destino miserável como um decreto da vontade soberana da Providência, a Religião corrompe a consciência social do fiel promovendo um conformismo letárgico.

Pierre-Joseph Proudhon


Pierre-Joseph Proudhon (Besançon, 15 de Janeiro de 1809 — Passy, 19 de Janeiro de 1865) foi um filósofo político e econômico francês, foi membro do Parlamento Francês. É considerado um dos mais influentes teóricos e escritores do anarquismo, sendo também o primeiro a se auto-proclamar anarquista, até então um termo considerado pejorativo entre os revolucionários. Foi ainda em vida chamado de socialista utópico por Marx e seus seguidores, rótulo sobre o qual jamais se reconheceu. Após a revolução de 1848 passou a se denominar federalista.
Proudhon foi também tipógrafo aprendendo por conta própria o idioma Latim para imprimir melhor livros nesta língua. Sua afirmação mais conhecida é que a Propriedade é Roubo!, está presente em seu primeiro e maior trabalho, O que é a Propriedade? Pesquisa sobre o Princípio do Direito e do Governo (Qu'est-ce que la propriété? Recherche sur le principe du droit et du gouvernement), publicado em 1840.
A publicação do livro atraiu a atenção das autoridades francesas. Atraindo também o interesse de Karl Marx, que começou a se corresponder com seu autor. Os dois influenciaram-se mutuamente: encontraram-se em Paris por ocasião do exílio de Marx. A amizade de ambos finalmente chegou ao fim quando Marx respondeu ao seu texto Sistema das Contradições Econômicas, ou A Filosofia da Miséria com outro provocadoramente intitulado A Miséria da Filosofia.
A disputa tornou-se uma das origens da divisão entre as alas marxistas e anarquistas nos encontros da Associação Internacional dos Trabalhadores. Alguns, como Edmund Wilson, argumentam que o ataque de Marx a Proudhon tem sua origem na defesa prévia do segundo de Karl Grün, o qual Marx abertamente detestava e que havia sido o autor de traduções do trabalho de Proudhon para diversos idiomas.
Proudhon favoreceu as associações dos trabalhadores ou cooperativas, bem como o propriedade coletiva dos trabalhadores da cidade e do campo em relação aos meios de produção, em contraposição à nacionalização da terra e dos espaços de trabalho. Ele considerava que a revolução social poderia ser alcançada através de formas pacíficas.
Proudhon também tentaria criar um banco operário, semelhante em alguns aspectos, às atuais cooperativas de crédito que beneficiaria os trabalhadores com empréstimos sem juros. Mal-lograda a tentativa, a ideia seria apropriada por capitalistas e acionistas que incorporariam imposição de juros em seus empréstimos.

'Liberdade de expressão, simples assim'!



Tudo se ressume a dois pressupostos: vive e deixa viver!
Quem assim não age, é contrário, aos princípios da liberdade, que, desde cedo,
foi ensinado, transmitido por pais, e, outros, familiares.
Está tudo na memória, basta recorrer a ela, para nos situarmos, perante nós
e os demais, que nos rodeiam, nesta enorme família Global. 
O tempo não para, por isso, no dia-a-dia, temo-nos de nos adaptar a essa realidade,
que tanto pode ser a nossa liberdade como rude cárcere. 
Respeitar os direitos dos outros, mesmo que não concordando, com suas ideias e ideais,
ser flexível, sem deixar de ser crítico, é respeitarmo-nos a nós mesmos e aos que nos
cercam.
 liberdade de expressão, simples assim!

Autora: Vampir(A) 

8 de set de 2012

Mikhail Aleksandrovitch Bakunin


Mikhail Aleksandrovitch Bakunin (em russo: Михаил Александрович Бакунин; Premukhimo, 30 de maio de 1814 — Berna, 1 de julho de 1876), também aportuguesado de Bakunine ou Bakúnine, foi um teórico político russo, um dos principais expoentes do anarquismo em meados do século XIX.Nascido no Império Russo, de uma família nobre e proprietária de terras, Mikahil Bakunin passou sua juventude em Moscou estudando filosofia e começou a frequentar os círculos radicais onde foi em grande medida influenciado pelas ideias de Aleksandr Herzen. Deixou a Rússia em 1842 mudando-se para Dresden(Alemanha), e depois para Paris (França), onde conheceu grandes pensadores políticos entre estes George Sand, Pierre-Joseph Proudhon e Karl Marx.Foi deportado da França por discursar publicamente contra a opressão russa naPolônia.Em 1849 foi preso em Dresden por sua participação na Rebelião de 1848.Levado de volta ao Império Russo, foi aprisionado na Fortaleza de Pedro e Pauloem São Petersburgo, permanecendo preso até 1857, quando foi exilado em um campo de trabalhos forçados na Sibéria.Conseguiu escapar do exílio na Sibéria indo para o Japão, mudou-se para osEstados Unidos, e de lá retornou para Londres, ficou nessa cidade durante um curto período de tempo em que juntamente com Herzen colaborou para o periódico jornal radical Kolokol ("O Sino").Em 1863 Bakunin partiu da Inglaterra para se juntar a insurreição na Polônia, mas não conseguiu chegar ao seu destino, permanecendo algum tempo na Suíça e naItália.Apesar de ser considerado um criminoso pelas autoridades religiosas e governamentais, já naquela época, Bakunin havia se tornado uma figura de grande influência para a juventude progressista e revolucionária, não só na Rússia, mas por toda a Europa. Em 1868, tornou-se membro da Associação Internacional de Trabalhadores, uma federação de progressistas e organizações sindicais com grupos em grande parte dos países europeus.Em 1870, entrou na insurreição de Lyon, um dos principais precedentes daComuna de Paris.Em 1872 Bakunin havia se tornado uma figura influente na AIT, fazendo com que, através de suas posições o congresso ficasse dividido em duas tendências contrapostas: uma delas que se organizava em torno da figura de Marx que defendia a participação em eleições parlamentares e a outra, de caráter libertário, se opunha a esta participação considerada não revolucionária, se articulava em torno de Bakunin.A posição defendida pelo círculo de Bakunin acabaria sendo derrotada em votação, e ao fim do congresso, Bakunin e muitos membros foram expurgados sob a acusação de manterem uma organização secreta dentro da Internacional. Os libertários, entre eles Bakunin responderam a acusação afirmando que o congresso fora manipulado, e que por esse motivo organizariam sua própria conferência da Internacional em Santo-Imier na Suíça depois de 1872.Bakunin manteve-se envolvido com muita atividade no âmbito dos movimentos revolucionários europeus. De 1870 a 1876, escreveu grande parte de sua obra, textos como Estadismo e Anarquia e Deus e o Estado. Apesar de sua saúde frágil, tentou participar em uma insurreição em Bolonha, mas foi forçado a voltar para a Suíça disfarçado, para receber tratamento médico. Mais tarde, morando emLugano conviveu com Errico Malatesta.No final de sua vida com muitos problemas de saúde, foi levado da Itália para um hospital em Berna, onde morreu em 1876.Bakunin é lembrado como uma das maiores figuras da história do anarquismo e um oponente do Marxismo em seu suposto caráter autoritário, especialmente das ideias de Marx de Ditadura do Proletariado. Ele segue sendo uma referência presente entre os anarquistas da contemporaneidade, entre estes, nomes como Noam Chomsky.


28 de ago de 2012

Desculpas!

Peço desculpas aos leitores do blog por não estar atualizando ultimamente por motivos de forças maiores não estou dispondo de tempo. Mas em breve o blog estará sendo atualizado e reformado. 
Atenciosamente: Anarco-punk Carlos Durigon 

4 de jun de 2012

E que venha a copa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!












Oba mais uma copa, a nossa seleção em campo mais uma vez para representar nosso pais, mas, essa copa é especial é no Brasil. Estádios, hotéis, para as seleções, parques, pontos turísticos e muito mais tudo isso para sua alegria é isso que o GOVERNO esta nos proporcionando, vamos Brasil! Vamos que essa copa é nossa! Vamos rumo ao hexa, vamos que o povo brasileiro esta com você Brasil “Pátria Amada, BRASIL”!

 Mas será que queremos mesmo uma copa, será que queremos estádios monumentais, será que nós brasileiros precisamos de estádios, assim!! nosso pais esta as mil maravilhas esta tudo ótimos, nossas escolas estão em ótimos estados, as faculdades todas têm verbas para aulas de campos e laboratórios, salas de aulas todas equipadas com materiais de qualidades, estruturas prefeitas esta tudo certo. Nossos hospitais todos com equipamentos, profissionais bem remunerados, têm leitos, UTI´s, temos macas e ambulâncias, temos tudo que um hospital precisa e claro não podemos esquecer que não estão supre lotados, nos queremos copa do mundo, nossas ruas estão todas asfaltadas não falta água e nem energia, temos segurança e conforto nossos políticos fazem tudo pelo nosso pais, queremos copa do mundo. Em um país como o nosso de pessoas trabalhadoras, que trabalham de 8 a 12 horas por dia para receber R$ 622,00 por mês. Será que a copa é o que precisamos olhe os nossos hospitais, nossas escolas, nossa educação, nossas ruas e nossas periferias é isso que queremos. Não vamos deixar o governo gastar nosso dinheiro com obras faraônicas sendo que não teremos acesso onde só quem detém o capital poderá usufruir desses ELEFANTES BRANCOS. Diga não a copa! Diga sim para mais Educação, Saúde, Segurança, Justiça, Igualdade e Liberdade. VIVA O ANARQUISMO E O PUNK!!!!


Anarco punk Carlos Durigon (demonred)
e para quem tiver afim de ver um vídeo desse texto aqui em cima  é só clicar aqui>> video